Catálogo Luís Onofre

O Museu do Calçado, inaugurado a 05 de novembro de 2016, é um espaço que pretende apresentar de forma inovadora e simultaneamente convergente a história da produção do calçado, a evolução do sapato ao longo do tempo e a realidade de design do calçado na nossa contemporaneidade. Com estes objetivos em mente, o Município convidou o designer Luís Onofre a co-comissariar a exposição temporária inaugural deste novo espaço museológico. 

Ver Ficheiro

Catálogo Luís Onofre

Catálogo Anastasia Radevich

Anastasia Radevich criou para si alegorias de mundos múltiplos. As suas criações levam-nos a viagens entre o que é, o que foi, o que poderia ser. As cronologias do tempo e dos inúmeros espaços onde habitam os seus sapatos-arte remetem-nos para uma espécie de distopia ou utopia negativa. Somos avisados. Estamos avisados.

Ver Ficheiro

Catálogo Anastasia Radevich

Catálogo Maor Zabar + Kobi Levi

A criatividade e o pensamento disruptivo caracterizam o trabalho de Maor Zabar e Kobi Levi. Transformam produtos de dois sectores industriais tão diferentes – calçado e chapéu - e que tanto dizem a S. João da Madeira, à sua história, ao seu presente e certamente ao seu futuro, em autênticos manifestos artísticos, por intermédio dos quais refletem e nos fazem refletir sobre as coisas mais simples e quase impercetíveis do dia-a-dia.

Ver Ficheiro

Catálogo Maor Zabar + Kobi Levi

Catálogo Harvy Santos + Amber Ambrose Aurèle

Entre o mundo da moda e o mundo da arte, Amber Ambrose Aurèle não produz sapatos. Explora histórias que tanto se inspiram no universo artístico de Piet Mondriaan, como nas heroínas de Shakespeare ou nos tradicionais sapatos sérvios ‘opanci’ que reinventa com grandes saltos altos. Incita reflexões profundas, questionando, com urgência, o mundo. E, muito reiteradamente, questionando o papel da mulher neste mundo e os estereótipos que sobre ela ainda parecem pairar.

Ver Ficheiro

Catálogo Harvy Santos + Amber Ambrose Aurèle

Catálogo Estibalitz Diaz de Durana + Carolin Holzhuber

Apresentada no contexto do ciclo programático “Criar entre mundos. Da cabeça aos pés”, produzido pelo Museu do Calçado e pelo Museu da Chapelaria, a exposição “Elevado. O calçado de Carolin Holzhuber” traz-nos dois mundos simbólicos que se parecem antagonizar nesta designer, o da moda e o da arte, o da usabilidade do design por oposição à disfuncionalidade da arte, o do lugar da estética por contraponto ao lugar da ética.

Ver Ficheiro

Catálogo Estibalitz Diaz de Durana + Carolin Holzhuber

Catálogo Araceli Sancho + Kei Kagami

Kei Kagami olha para o calçado, não como peças isoladas de uma coleção mas como uma extensão da própria construção narrativa que lhe serve de base para o desenvolvimento das coleções de vestuário. Colocando de parte interesses comerciais, dedica-se, simplesmente, a criar a imagem certa para a coleção. O seu calçado revela todo o potencial criativo do designer, fruto da sua expressão pessoal, da sua individualidade criadora e, acima de tudo, da sua honestidade artística.

Ver Ficheiro

Catálogo Araceli Sancho + Kei Kagami

Catálogo Marianne Jongkind + Costa Magarakis

Às mãos de Costa Magarakis, os mais variados modelos de sapatos de salto, sapatilhas, grandes botas e até patins transformam-se em objetos híbridos e realistas que simulam o corpo deformado de um animal, curiosos meios de locomoção, elementos arquitetónicos ou até a mais bizarra das criaturas.

Ver Ficheiro

Catálogo Marianne+Costa